Falando de Arte: Jean Grenouille

Os amantes da arte underground podem comemorar: um dos pintores menos conhecidos das vanguardas dos anos 20, Jean Grenouille, acaba de ganhar uma exposição permanente no Musée des Peintures Encadrées.

Grenouille morreu ainda jovem, em um acidente envolvendo tinta pastel e manteiga de amendoim. A tragédia ocorreu durante o que os críticos chamavam de auge de sua carreira – ainda que alguns alegassem ser muito cedo para afirmar isso, já que ele havia pintado apenas um quadro.

Sua obra quase se perdeu ao longo dos anos, sendo redescoberta recentemente, completa e em bom estado, em meio à coleção do Instituto de Anfibiologia de Lyon. Uma vez reconhecido, o acervo inteiro foi transportado para o Musée. “Tomamos todas as providências para que o transporte do material fosse feito nas condições necessárias. Nosso estagiário foi em pessoa buscar o quadro, com o auxílio de um carro em boas condições de uso.”, disse o curador da exposição, Maurice Le Béret. A marca e o ano do carro não foram revelados pelo museu.

Afiliado a correntes menos proeminentes do avant-garde, como o Marijuannisme e o Toutlamemechosisme, Grenouille conquistou a crítica com seu traço peculiar e temática psicodélica. “O onírico está presente em toda a sua obra: nos lados, em cima, embaixo e no meio também”, afirmou Le Béret.

Considerada a obra prima de Grenoille, "Les champignons alignés" tem sido uma das partes mais populares da exposição

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: