Covil no ato-show “A Cantareira é nossa”


Na última quinta, o Covil do Lobo arregaçou as mangas e fez uma tentativa bem-sucedida no sentido de divertir centenas de pessoas que compareceram ao ato-show “A Cantareira é nossa”. O evento, que propõe uma utilização desse espaço público de Niterói como ponto cultural, foi realizado ao ar livre, e contou com vários artistas.

O público entusiasmou-se com as sórdidas demonstrações de alegria do vocalista Caio, e, dando violentos tapas em suas próprias mãos espalmadas, deu as boas vindas para o novo baixista, Vinícius Câmara. Além de talentoso instrumentista, Vinícius é bem-apessoado e cobra um cachê modesto, qualidades que garantem seu futuro no Covil. De acordo com nota oficial divulgada pela banda, tocar com Vinícius é “manero”.

Violência – Segundo alguns relatos, o vocalista Henrique teria incitado a violência em nome da tomada da Cantareira. O músico teria afirmado, aos gritos, que “tem que partir pro sequestro, tem que tacar dinamite!”. Procurada pela nossa equipe, a banda não quis comentar o ocorrido.

Veja fotos exclusivas do show, captadas pela querida Dalila Aguiar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: