Como ser um grande ditador


A prática do ditado tem perdido força com o passar dos anos no ambiente escolar. A qualidade do ensino fundamental está decaindo devido a estas reduções da aplicação do ditado nas aulas, o que se deve principalmente ao reduzido número de ditadores qualificados.

Para entender mais sobre a importância do ditado vamos pegar um avião e fazer um vôo para esta ilha misteriosa, onde as leis normais não se aplicam, ninguém entende direito como as coisas funcionam, e por mais que se esforcem ninguém consegue sair de lá. Não, não estamos falando de nenhuma série de ficção científica, mas sim de Cuba. A ausência de analfabetismo em Cuba é fruto do trabalho de diversos ditadores, o que só comprova a importância do ditado no processo de alfabetização. Portanto, vamos analisar alguns aspectos que formam grandes ditadores.

O primeiro passo para ser um grande ditador é ser grande. A altura é essencial para um ditador, pois ao observar a turma de cima ele gera um ambiente de maior autoridade, intimidando transgressões dos estudantes. Os russos, cujas estaturas médias estão acima da média, demonstraram imenso sucesso no regime ditatorial.

Um segundo ponto é o fator surpresa. Um bom ditador sempre deve sempre surgir de repente, num momento os alunos aprendem sobre a função de um adjunto adverbial e no outro, bam! Ditado-surpresa. Nesse ponto vale ressaltar que os ditados, alem de inesperados, devem ser aplicados imperativamente. Um regime democrático, salvo raras exceções, nunca favorece um ditador. Se for dado aos alunos a opção de fazer ou não um ditado dificilmente eles optarão por fazê-lo.

Uma boa tática é a do vai-e-vem (sem conotações sexuais), através da qual você sai de sala deixando os alunos sozinhos. Não demorará muito até sua existência ser totalmente esquecida, então você reaparece utilizando o elemento surpresa e impõe um ditado, fud ferrando muitos alunos (ainda sem conotação sexual), que provavelmente irão xingar muito a sua mãe depois (agora sim com algumas conotações sexuais).

Não se deve esquecer de usar dígrafos, palavras compostas, que comecem com H, e quaisquer outros meios que dificultem a escrita. Foi o que fez Getúlio Vargas, grande ditador brasileiro, ao criar a Petrobrás, que ninguém sabia se escrevia com S ou Z no final.

Por último, lembre-se que mesmo que os ditados sejam normalmente de palavras, caso você queira realizar um com orações, privilegie sempre as orações subordinadas. Um bom ditador faz sempre um melhor uso de orações subordinadas do que das coordenadas, pois aquelas tem uma noção muito mais apurada de ordem e hierarquia do que estas.

E não se preocupe, ditadores são sempre amados e este amor é conquistado através do medo. Portanto, se você tiver alguma reclamação, puna indiscriminadamente toda a turma e tenha um bom dia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: