Trilogia – Parte Um

Este post faz parte de uma trilogia. Ele é o primeiro de uma série de três, portanto já estejam preparados para o que os aguarda. O post obviamente só terá um parágrafo, pois minha professora de redação me ensinou que deve haver sempre três parágrafos, um para apresentação, um para o desenvolvimento e o outro para a conclusão. Esta é a primeira parte, então teremos apenas a apresentação, vamos a ela: Eu sou o High School, membro do blog do covil e atualmente estou escrevendo este post. Bem, isso foi uma apresentação, talvez não a melhor do mundo, mas suficientemente boa para estar no meu perfil no orkut. Agora você deve achar que este post acabou, mas não! Trilogias são sempre épicas e grandiosas então este tem de ser um post grandioso também, só não espere efeitos especiais, não… eles ficaram todos pra parte dois. Contudo espere uma série de informações ricas em detalhes que serão novamente citadas na parte dois, embora você provavelmente não se lembrará de nada, pois a continuação só será publicada muito tempo depois, o suficiente pra você já ter esquecido de tudo. Neste ponto é bom avisar que, diferente das novas práticas cinematográficas, as partes desta trilogia não foram todas escritas simultaneamente, o quê pode ser bastante perigoso, pois os contratos com os atores, neste caso o autor, não foram fechados para os três posts. Portanto não se surpreendam se até o final deste post eu for congelado criogenicamente pelo meu arqui-inimigo, para haver uma desculpa caso a parte dois não seja escrita por mim, mas, por exemplo, pelo Martinho. Algo que sempre me irrita nas trilogias é o fato das suas partes, com exceção da última, acabarem sempre no melhor momento, acabando bem no meio do clímax, deixando a história incompleta. Mas não se preocupe, pois isto não acontecerá agora, o post ainda não está grande o suficiente. Agora o ponto mais importante, que é a essência de todo este post. Eu estava esperando o tempo todo para dizer isto e tudo que você leu até agora é inútil se você não prestar atenção. Portanto olhos atentos para o seguinte: a função primordial de tud…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: