Um poema

Mãe é um bicho engraçado. Ou ama ou odeia muito as coisas que a gente faz. Nunca tem o meio termo, o “gostei mais ou menos”. A minha mãe acha esse blog uma grande de uma bobagem*, por exemplo. Enquanto outras coisas que já fiz na minha vida, e que são realmente bobagens, ela ama demais. Vejam esse poema que escrevi com 6 anos que, de tão adorado pelo ser que me gerou, está até emoldurado numa das paredes lá de casa:

 

“Planeta,

eu nasci em você

sempre morei em você

eu vou morrer em você”

 

Minha mãe só vê poesia nisso porque sou filho dela. Mas, na minha opinião, a mensagem é bem simples: eu nunca quis ser astronauta.

* Nota: embora minha mãe sempre ache as coisas que escrevo aqui são grandes bobagens, ela sempre me liga pra dizer que gosta das coisas que o Martinho escreve.

 

VEJA TAMBÉM:

Hora do Eu-lírico

Poema de Hoje

Astrologia

2 respostas para Um poema

  1. ana disse:

    tá faltando um pedaço do poema rs por isto q vc não acha q é poesia!!!

  2. Martinho Hoffman disse:

    Fico muito envaidecido, Dona Mãe do Zaga!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: