Caminhos da telecomunicação

Abrangendo um território tão vasto que se estende do código morse à a transmissão por satélite, sem esquecer daqueles simpáticos telefones de lata e barbante que você fazia quando era criança*, as telecomunicações dominam hoje o mundo inteiro e, não seria exagero dizer, o Brasil também. Ainda assim, o usuário médio frequentemente não sabe por que processos passam suas mensagens para ser transmitidas pelos diversos mecanismos de telecomunicação. Que tal estudarmos alguns deles?

 

Rádio:

As ondas sonoras emitidas pelo locutor são convertidas pelos microfones em pulsos elétricos que, por sua vez, são codificados em ondas de rádio, transmitidas pelas antenas de difusão, captadas pelas antenas do seu rádio domiciliar e recodificadas em pulsos elétricos que geram ondas sonoras.

Celular:

O aparelho telefônico portátil transmite a um satélite estacionário a conversação emitida. O satélite, por sua vez, é operado por macacos treinados e incrivelmente inteligentes, que, entre uma banana e outra, garantem que a mensagem chegue ao destinatário correto.

Televisão

Pequenas pessoinhas  de 15 centímetros são contratadas pelas grandes emissoras para, às escondidas, adentrar o tubo de imagem do seu aparelho televisor e encenar as sequências ensaiadas. Em geral, dá-se preferência a gêmeos múltiplos, para que a mesma programação possa ser “transmitida” a diversos locais em um só instante.

Internet:

Todo o conteúdo produzido pelos usuários vai para o cérebro de um grande robô alienígena chamado Zorb. O robô codifica o conteúdo em pulsos elétricos e, em seguida, transforma esses pulsos elétricos em cavalos marinhos. Por não ter um aquário, Zorb então transforma os cavalos marinhos novamente em pulsos elétricos, e depois em bits, e depois em bytes, e depois em disquetes de 3,5 polegadas. Esses disquetes são entregues à central de correios mais próxima da sua casa, para serem transmitidos do Laptop do seu carteiro diretamente àquele fio azul que se conecta atrás do seu computador.

*Telefones de Lata e Barbante

Geralmente, os barbantes que uma criança consegue são tão pequenos, os interlocutores permanecem tão próximos e gritando tão alto – numa tentativa desesperada de acreditar ter construído de fato um artefato caseiro funcional de comunicação – que a eficiência desse aparelho é apenas ilusória.

 

VEJA TAMBÉM

Cinco Minutos com o Lobo – Ep. 5: Debates em Debate

A teoria do Cão Skatista

Metrópole Ao Vivo


5 respostas para Caminhos da telecomunicação

  1. Carla disse:

    Não entendi o do celular, os outros até que fazem sentido.

  2. Parece que no Espírito Santo se usa um outro tipo de conexão na internet: http://wp.me/pZQbI-u4

  3. Spam disse:

    Cavalos marinhos são mesmo animais incríveis !

  4. Elise disse:

    First off I want to say awwesome blog! I had a quick question which I’dlike too ask if you don’t mind.
    I was interested to find out how youu center yourself and
    clear your thoughts before writing. I have had a difficult tike clearing my mind in getting my
    thoughts out. I truly doo take pleasure in writing but it
    just seems like the first 10 to 15 minutes are wasted simply just trying to figure out how to begin. Any
    ideas or tips? Cheers!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: