Sérgio, o náufrago, em…

Como fazer um estilingue?

Ahrrr! Olá marujo! Se você está cansado de se foder usando aqueles estilingues vagabundos que vem junto com a mariola no saquinho de brindes da festinha do seu colega, então chame a garotada que hoje vamos aprender como fazer o seu próprio estilingue, morou?

Tudo o que iremos precisar é de:

– 1 facão afiado – 1 faquinha afiada – 1 serrinha afiada – 4 borrachas de torniquete – 1 bota velha de couro – barbante

Mas antes, procure bem, pelo quintal da sua ilha, por uma árvore da família das rutáceas. Não. Coqueiro é da família arecaceae, e só serve pra coisas maiores, como catapulta ou bala de canhão. Pode ser um limoeiro. Mas pode ser também uma goiabeira, jaboticabeira, árvores resistentes e que possuem naturalmente galhos em forma de Y. Achou? Voi là! Mete o facão na base do galho. Com a faquinha, talhe bem o Y e depois serre-o, deixando o bicho do tamanho que desejas. Em seguida, faça uma cavidade nas duas extremidades do estilingue,  para amarrar as borrachas em volta. Amarre as borrachas com bastante barbante. Pegue a bota velha e corte um pedaço do couro, que será utilizado para segurar o projétil. Faça um buraquinho de cada lado para passar as borrachas, dar a volta e amarrá-las. Pronto, está feito!

De onde vem o estilingue?

Ahrrr! O estilingue ou lança-pedras, como nós chamamos, é uma arma muito antiga. A sua primeira aparição, bem primitiva, segundo historiadores recém-formados, veio da Bíblia! Davi, o marujo peralta, caminhava pelos pastos a procura de cogumelos. Por ironia do destino, só havia do tipo Amanita Phalloides e 2 ou 3 Boletus Satanas. Cabisbaixo, Davi pôs-se com as nádegas na grama, recostou-se numa árvore e abriu o Livro Sagrado para apertar um, com uma de suas centenas de páginas. Eis que o gigante Golias, dono do pasto, aparece furioso, pois Davi lhe devia 300 moedas de prata. Davi disse que arrumaria a grana em uma semana, mas Golias já estava farto de esperar. Largou no chão a cabeça de boi que acabara de degolar e ergueu a foice, da qual escorria sangue, passando por dentro de sua camisa e ceroula, chegando até os seus pés, sujos de bosta de vaca. Assustado, tudo o que restava a Davi era ler o Salmo de Misericórdia, mas este já havia sido utilizado outrora. Folhando a Bíblia desesperadamente, o moleque se deparou com o marca páginas de couro, que enrolava uma pedra de haxixe. Não pensou duas vezes: pegou o pedaço de couro e girou, girou, girou. E como um atleta olímpico, lançou a pedra no meio da face diabólica de Golias, derrotando-o para sempre.

Davi foi pro céu depois disso?

Ahrrr! Ainda não se sabe. Historiadores renomados estão estudando o caso.

A Bíblia é cara, o que faço?

Ahrrr! A edição de bolso não tá cara, mas na falta, guardanapo serve.

Este post é um oferecimento do Mundo Sussa. Acompanhe as aventuras de Caio e Ciro Mello pela América Latina, conhecendo pessoas distantes e lugares simpáticos como Sérgio, o náufrago.

3 respostas para Sérgio, o náufrago, em…

  1. Nikity disse:

    Legal que tem uma bíblia dentro da história contada pela bíblia! AHRRRR!!

  2. Vidotti disse:

    A história do Davi e Golias foi muito boa… kkkk

    Mas só pra constar, Davi não usou um estilingue, usou uma funda (que não é feita com borracha). Check it out: Funda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: