Crônica niteroiense: o inútil da van

Niterói está cheia de vans. Tem van de todas as cores: vermelha, branca, rosa, verde. Tem van legal e ilegal também. Aliás, tem muito mais van ilegal, e isso não significa que elas sejam chatas. As vans costumam ter dois funcionários: o motorista e um assistente. Nunca entendi a função do assistente, por isso, o apelidei de inútil da van. O povo de Niterói acha que esse assistente é necessário, então faço uma análise do que supostamente essa figura niteroiense faz:
 

Ele convence as pessoas a pegar a van: essa é a maior mentira sobre esse emprego. É muito comum que o inútil da van grite o itinerário do carro pela janela, o mais popular é “Alcântara, alameda, Alcântara!” Além disso, ele para e fica falando coisas como: “vai amigo?”, “tem lugar”, “não quer ir para Alcântara mesmo?”. Quando é que você estava esperando um transporte para um bairro X e foi convencido a ir ao bairro Y pelo inútil?

 

Ele abre a porta da van: estudos revelam que 93% das vans de Niterói têm porta automática, logo, só haveria necessidade um “abridor de portas” em 7% dos carros. Os mesmos estudos, mostram que 98% das vans sem porta automática possuem a seguinte inscrição na lateral: “puxe para abrir”. Ou seja, abrir a porta é uma função do cliente, que não tem nenhuma dificuldade em fazê-la na maioria dos casos.

 

Ele é o cobrador: muita gente entrega o dinheiro para ele. Porém, você sempre tem a opção de entregar diretamente para o motorista, que sempre aceita o dinheiro (faça o teste, eu já fiz!). Alem disso, o inútil da van nunca tem o troco: se você vai para um lugar que custe 2,35 reais e paga com uma nota de 5, o inútil vai pegar as moedas com o motorista para te pagar.

 

Ele é o dono da van: já imaginei várias vezes que o inútil da van fosse somente um cara pimp dono da van e contrata um sujeito para dirigir pra ele. Difícil essa teoria ser verdadeira, já que os estudos que citei mostram que 79% dos inúteis das vans são menores de idade.

 

Ele é um estagiário: como já disse, a maior parte das vans são ilegais, não acredito que eles contratem estagiários.

 

Ele é um cozinheiro: diante de todo o absurdo das funções que ele poderia exercer, por que não supor que seja um chef de cozinha? Bom, nunca o vi cozinhando.

 

A conclusão que tiro disso tudo é que realmente se trata de um inútil. Mas é um inútil tão inútil que, enquanto todas as pessoas da van são obrigadas a ficar sentadas para respeitar a lei, este permanece sempre em pé.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: